O.C.T. (Tomografia de Coerência Óptica)

O tomógrafo de coerência óptica é um equipamento moderno que permite mapear a retina – camada mais profunda do olho – sem tocar no paciente. São realizados cortes transversais da retina, gerando imagens tomográficas de alta resolução capazes de fornecer um diagnóstico em tempo real, com alto grau de reprodutibilidade. É de extrema utilidade para aplicações diagnósticas oftalmológicas devido ao fácil acesso óptico às estruturas do segmento posterior do olho.

A tecnologia empregada se assemelha à dos aparelhos de ultra-sonografia, só que no lugar do som, utiliza a luz ( projeção de raios infravermelhos), gerando imagens coloridas e gráficos da estrutura da retina.

As principais indicações da Tomografia de Coerência óptica são as doenças da retina e o glaucoma.

As principais doenças da retina indicadas para o uso do equipamento de O.C.T. são a retinopatia diabética, os buracos e edemas maculares, degeneração macular relacionada à idade, membranas epiritinianas, corioretinopatia central serosa, uveites posteriores, tumores intraoculares e glaucoma precoce.

No glaucoma, a maior importância do exame é o diagnóstico precoce e o seguimento dos pacientes com a doença. O O.C.T. faz a medição da espessura das fibras nervosas. Estudos recentes mostram que a diminuição da espessura da camada de fibras ópticas, bem evidenciada pela tomografia de coerência óptica, precede alterações de campo visual e de escavação do nervo óptico. A espessura da camada das fibras nervosas pode ser feita pela realização de scan circulares ao redor da papila óptica. Este método permite detectar uma perda de fibras nervosas antes do aparecimento do déficit campimétrico. Daí a sua grande importância no glaucoma precoce. Assim, pode-se suspeitar de glaucoma antes de aparecerem alterações nos exames convencionais, o que permite o tratamento mais rápido e menor risco de progressão da doença.

Como o equipamento fornece medidas exatas de espessura da retina e de forma não invasiva, acredita-se que a tomografia de coerência óptica tenha importância crescente para a melhor avaliação destas doenças oculares.

Quando falamos em retina, o O.C.T. pode estabelecer um diagnóstico, avaliar o curso clínico da patologia, monitorizar a eficiência do tratamento, além de ter um papel importante na determinação da fisiopatogenia de algumas doenças oculares. Portanto, o O.C.T. é um exame que revoluciona e melhora, de forma indescritível, o atendimento dos pacientes.